0
O Regimento de Polícia Montada - 9 de Julho realiza um trabalho de extrema importância no combate ao tráfico de drogas na região central da capital

A região central da capital vive há anos um problema grave com o tráfico de drogas. A Cracolândia tem uma grande concentração de usuários e consequentemente de traficantes que abastecem toda aquela região. O trabalho da Cavalaria da PM é tentar bloquear esses criminosos e trazer cada vez mais tranquilidade para essa área.


Divulgação/Polícia Militar
Cavalaria da PM representa o combate ao tráfico na região central de São Paulo
E na tarde dessa segunda-feira (31) não foi diferente. Os Policiais da Cavalaria da PM conseguiram em três ocorrências diferentes, prender procurados, apreender drogas e capturar traficantes. A Capitão Costa vai narrar cada uma das histórias:

Ocorrência 1: suspeitou, abordou, prendeu

A equipe formada pelo Capitão Costa, Soldado Fernandes, Soldado Sampaio e Soldado Mathias faziam um patrulhamento de apoio aos homens da guarda montada quando suspeitaram de uma movimentação em uma das ruas do centro. "O que me chamou atenção foi que no meio dos usuários, ela se assustou com a presença da nossa viatura. Isso já foi um indício para gente fazer a abordagem. Dentro da bolsa dela encontramos um objeto que no momento ela não admitiu que era droga, mas passamos um canivete e já saiu um pó branco que era cocaína. Eram vários papelotes, tinha aproximadamente 100 gramas de cocaína e 40 gramas de maconha. Ela é, claramente, o tipo de pessoa que vem abastecer o tráfico da região", afirmou o Capitão Costa.

A mulher acabou sendo presa em flagrante. De acordo com a PM, ela já tinha passagem por roubo e o marido está preso. Ela foi conduzida para o 3º Distrito Policial e vai responder por tráfico.


Divulgação/Cavalaria da PM
Pacote escondia mais de 100 gramas de drogas
Ocorrência 2: procurada e traficantes presos juntos

A patrulha a cavalo composta pelo Sub Tenente Hélio, Soldado Leme e Soldado Margonato faziam uma ronda pela Rua General Ozório quando avistaram alguns indivíduos em atitude suspeita. "A gente vai passando pelas ruas e eles sempre desviam o olhar e quando isso ocorre é que tem coisa errada. Os PMs abordaram e de cara uma mulher negou que era procurada, mas realizamos pesquisas e acabou dando que ela estava foragida. Junto com ela, outros dois homens estavam com aproximadamente 23 pedras de crack e R$ 4.999,00. Esse volume de dinheiro já dá pra imaginar o tanto de droga que eles movimentaram nesse dia. É muita coisa", revelou o Capitão Costa.

Os três suspeitos foram presos e encaminhados para o 2º Distrito Policial. Os dois homens vão responder pro tráfico.


Divulgação/Cavalaria da PM
Droga e dinheiro apreendidos com traficantes da região central
Ocorrência 3: golpe na raiz do crime
Muitas das apreensões no centro de São Paulo são de aparelho de celular, notebooks, cadeirinha de bebês. São esses pequenos furtos e roubos que acabam movendo toda a roda gigante dos criminosos.  Durante patrulha da equipe composta pelo Tenente Melim, Cabo Costa Jr, Cabo Fratoni e Soldado Aprígio abordaram um suspeito na rua Benedita de Sá Barbosa com a rua Dr. Rodrigo de Barro. Com o homem, os PMs acharam um celular roubado. Ele foi preso e encaminhado para o DP.

"O importante de solucionar esse crimes menores na região central é que são eles que movimento o fluxo do tráfico. Esses produtos roubados acabam movimentando o número de pedras vendidas no centro. Coibindo esses crimes e dando tratamento para os usuários, talvez a gente consiga recuperar essas pessoas", finalizou o Capitão Costa.


Divulgação/Cavalaria da PM
Equipe da Cavalaria da PM formada pelo Tenente Melim, Cabo Costa Jr, Cabo Fratoni e Soldado Aprígio

Equoterapia: conheça a incrível iniciativa da Cavalaria
Recentemente o iG foi convidado para passar um dia no Regimento da Cavalaria da Polícia Militar de São Paulo, para acompanhar o trabalho da nossa polícia montada e entender sua real importância na manutenção da segurança pública.

Ao chegar no quartel um trabalho tão surpreendente foi apresentado que até mudou o foco da reportagem: a incrível iniciativa social da PM em ter criado, há 24 anos, o programa de equoterapia.

Para operar o programa de equoterapia, a Cavalaria da PM do Batalhão de Choque de São Paulo usa voluntários civis e militares, e parte dos seus 205 cavalos, para atender gratuitamente a população mais carente, oferecendo este serviço para crianças e adultos, que possuam necessidades médicas na recuperação de acidentes e na melhora de condições como o autismo, síndrome de Down e paralisa cerebral.

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.

 
close
E-goi Dominado