Publicidade

0

Série concretizou a maioria das teorias que pairam sobre os fãs em episódio cheio de acontecimentos, que só concluem na temporada final em 2019

Vai demorar um bom tempo até que a última temporada de “Game of Thrones” vá ao ar. Com previsão de começar as gravações em outubro, os últimos seis episódios só devem chegar em 2019. Até lá, muitas teorias, releituras, análises e opiniões sobre a série serão feitas. Porém, a diferença é que, dessa vez, ninguém sabe quais os rumos que serão tomados. Sem se basear nos livros, e depois de confirmar as teorias da internet, “Game of Thrones” terá a chance de se reinventar. E isso será preciso.


Divulgação/HBO
Final de "Game of Thrones" teve encontro tenso entre inimigos

Está na hora de aceitar que “ Game of Thrones” tem atendido a expectativa dos fãs, e com concretizado muitas das teorias que a internet já conhece há tempos. E isso não é um problema. Porém, no final, a série precisa andar com as próprias pernas. O episódio de domingo foi de tirar o fôlego, como deveria, como já esperávamos. Mas, em meio a tantos acontecimentos marcantes, por quais já não esperávamos?

Cersei (Lena Headey) sendo do contra? Já sabemos. A muralha sendo derrubada pelo dragão ? Ia acontecer uma hora. Jon (Kit Harrington) e Daenerys (Emilia Clarke)? O flerte foi estabelecido durante toda a temporada. Morte do Mindinho (Aidan Gillen)? Um dos maiores vilões da série não ia sobreviver no final. Jon Snow na verdade é um Targaryen? A teoria mais amada que circula entre os fãs. Claro, ver essas coisas acontecendo na tela, para quem acompanha a série avidamente, é sempre agradável. Não faltaram momentos de cair o queixo e os espectadores com certeza ficaram satisfeitos. Mas, eles já sabiam que isso ia acontecer. E agora? Essa é a chance de David Benioff e D.B. Weiss fazer algo que não estão familiarizados ainda: o inesperado.

O episódio

Mas, independente do que está por vir, o episódio final “ The Dragon and The Wol ”, é recheado de momentos inesquecíveis. O nome do episódio levou a maioria a crer que se tratava de Daenerys e Jon. Mas, se Jon na verdade é um dragão, o lobo pode muito bem ser representado por Arya (Maisie Williams), Sansa (Sophie Turner)e Bran Stark (Isaac Hempstead Wright). Os três irmãos, reunidos pela primeira vez, decidiram fazer justiça pela sua família, e acabar com a assombração que paira sobre os Stark desde o começo: Lorde Baelish, ou Mindinho.

Arya e Sansa finalmente mostraram a realidade por trás de sua desastrosa relação entre as duas durante a temporada. E, por mais que um Mindinho com a garganta cortada seja satisfatório, faltou algo. A ideia era que, durante todo o tempo que as irmãs passam se estranhando elas estão, na verdade, tramando contra Mindinho. Mas, não teria sido bem mais divertido vê-las criando esse plano, do que somente assistir ao resultado final? Mindinho é um desses personagens que já sabemos que terá um final trágico. Por quê, então, não focar na relação de Sansa e Arya, as descobertas que elas fazem com Bran, e, no final, quando está completamente sem saída, Mindinho receber seu destino?


Divulgação
É o fim? Jaime Lannister perece ter finalmente desistido de apoiar a irmã e amante

Ainda assim, a matilha se fortalece de vez com as duas Stark protegendo o norte. Enquanto isso, no sul, tantos encontros geraram uma das cenas mais tensas da série. A sensação de que algo daria errado pairou constantemente sobre a reunião que teve, quem diria, o Cão (Rory McCann) como um dos protagonistas. Cheio de ressentimento, o encontro entre parentes – Theon (Alfie Allen) e Euron Greyjoy (Pilou Asbaek), Sandor e Gregor Clegane (
Hafþór Júlíus Björnsson), Tyrion (Peter Dinklage), Cersei e Jamie Lannister (Nikolaj Coster-Waldau)– serviu só para fortalecer cada um dos lados e mostrar que, mesmo que tentassem, essas pessoas não conseguiriam ser aliadas.

E é por isso que Cersei toma a decisão mais sensata de não participar da batalha contra os outros, mesmo visivelmente assustada com a existência dessas criaturas. Se Daenerys, detentora de dragões que cospem fogo, não puder derrotá-los, como ela conseguirá? Sendo assim, ela fortalece sua estratégia de ataque, não sem antes criar mais um inimigo: o irmão. A separação de Jamie e Cersei já estava sendo trabalhada ao longo das últimas temporadas, e agora o irmão desistiu de vez de defender a rainha.


Divulgação
Relação construída ao longo da temporada entre Jon e Daenerys termina como previsto

Game of Thrones ” entregou tudo o que os fãs queriam nessa temporada. Mesmo assim, ficou a sensação de que algo está faltando. Quem sabe agora, os criadores consigam liberar sua criatividade e entregar o final que a série merece, e não só o que os fãs querem.

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.