Publicidade



0

Após o rosa millennial, é a vez do amarelinho tomar conta do mundo da decoração, podendo ser utilizado da sala até o banheiro; confira

Se você é uma pessoa ligada em moda ou decoração, provavelmente notou a presença de um tom de rosa peculiar em quase tudo nos últimos meses. Algo entre o salmão e o rosa bebê, o rosa millennial – ou rose quartz, de acordo com a Pantone, autoridade em cores reconhecida no mundo todo –, apareceu em roupas, acessórios, aparelhos eletrônicos e até em cômodos os quais esse tom normalmente passa longe, como o banheiro. A vez do rosadinho, porém, parece ter chegado ao fim, dando início ao reinado do amarelo primrose.


Reprodução/Pinterest
Sai o rosinha, entra o amarelo: com a chegada da primavera, a decoração pede tons mais alegres, como o primrose

De acordo com Edson Vieira, arquiteto parceiro da Etna, conforme o frio vai embora, o rosa millennial também fica em segundo plano. “Esse rosa é uma cor mais fechada, que combina mais com o inverno e, por isso, foi muito utilizado durante alguns meses deste ano. Com a chegada da temporada primavera-verão, é natural que cores mais fortes e alegres ganhem espaço, como o amarelo primrose”, explica o arquiteto.

Como usar?

Apesar de o primrose ser um tom de amarelo leitoso e não tão chamativo quanto outras colorações parecidas, utilizar uma cor tão vibrante dentro de casa é algo que pode parecer bastante ousado. Nessas situações, as pessoas costumam se questionar a respeito de a cor ser enjoativa ou cansativa demais, mas Edson assegura que, se utilizado corretamente, o primrose pode dar um belo toque de alegria e modernidade no ambiente.


Reprodução/Pinterest
Segundo o arquiteto, quando o amarelo for usado em peças ou superfícies grandes, o resto da decoração deve ser neutra

A ideia, segundo Edson, é balancear. Se o tom for usado em peças grandes, como sofás, gaveteiros, paredes e portas, o ideal é que o restante dos itens seja em tons mais leves e neutros para não pesar.


Reprodução/Pinterest
Também é possível utilizar a cor da vez em pequenos detalhes. Dessa forma, mesmo a cor mais alegre fica discreta

Para os que preferem uma decoração mais discreta, há a possibilidade de brincar com toques de cor. “É possível explorar a cor em objetos menores, como vasos, almofadas, porta-retratos e quadros, e deixar o restante do ambiente mais sóbrio”, aconselha o arquiteto.

Onde usar?

Assim como foi com o rosa millennial, não é preciso ter medo de usar o primrose como der vontade. Segundo Edson, a cozinha é um ótimo cômodo para explorar a cor em utensílios, trazendo um toque alegre ao ambiente.


Reprodução/Pinterest
Na cozinha, utensílios, eletrodomésticos e até móveis podem trazer o toque alegre do primrose à cozinha

Nos quartos, Edson indica utilizar o tom com cuidado, reservando para ele apenas detalhes, como um tapete, um jogo de lençóis ou em um quadro.


Reprodução/Pinterest
Na sala, o primrose pode aparecer em móveis grandes (como sofás) ou em detalhes que se destacam do restante

Na sala, o arquiteto indica que é hora de ousar. O primrose fica ótimo em grandes móveis, como o sofá e gaveteiros.


Reprodução/Pinterest
Edson aconselha utilizar o tom em detalhes no banheiro, mas, se for do seu gosto, ele pode ficar ótimo até na parede

O amarelo da vez pode, sim, aparecer até no banheiro. Na foto, ele aparece em destaque colorindo as paredes de dentro do box, mas Edson afirma que utilizá-lo em toalhas, vasos e porta sabonetes também é uma boa pedida.


Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.